A Trindade

2005-06-17

III - Esclarecimentos (?)

Ora bem, já que trouxeram um dos meus respeitáveis nomes à baila parece-me importante fazer aqui alguns esclarecimentos, uma vez que há muita confusão nas cabecinhas do pessoal.

Em primeiro lugar, não há mal nenhum em possuir (gosto deste verbo) uma companhia de electricidade! Há muitos anos - mas muitos mesmo - quando certas pessoas chegaram ao meu mundo, quiçá com vacas e burros a fazer de parteira, é normal que as coisas não estivessem tão evoluídas e que a luz ambiente viesse de lamparinas. E olhem que já nessa altura aqui o je ajudava pessoas com dificuldades, pois normalmente quando alguém nascia lá enviava eu para os céus uma estrelinha cadente para iluminar bem (sim, fui eu, porquê?). Não me venham com tretas, a electricidade é um bem essencial e entre outras coisas ajuda a aquecer o ambiente.

Também quero dizer que custou bastante fundar a minha própria empresa. Isto para começar não é fácil, ou pensam que só na Terra há impostos e papelada a preencher? Para começar foram logo as divergências salariais com o ex-Patrão, que fez imediatamente um lay-off atirando-me dos céus abaixo e espalhando boatos sobre a minha integridade pessoal e profissional. Claro que a partir de certa altura a coisa estabilizou, tanto mais que ajuda o facto de ser fácil contratar mão de obra - as pessoas vendem as almas ao desbarato - mas lá que foi difícil, foi!

Quanto às beldades que entram em filmes, é ÓBVIO que a Maria Madalena era mais feia que qualquer estrela de cinema. As estrelas de cinema são, regra geral, minhas, e aqui na minha propriedade só entra chicha da boa - haviam de ver, até o Hugh Hefner ficava roído de inveja. Sim, sim!, as mulheres bonitas estão todas aqui com o Lulu! E depois dizem que isto é mau e se sofre imenso, enfim, não percebo...

Resta-me também dizer, caros senhores e senhoras, que a Internet foi uma invenção minha! E é óbvio que foi, basta navegarem durante alguns minutos para surgirem logo imensas beldades espalhadas pelo ecrã. E onde é que andam as beldades? Ah, pois é! Aqui no Inferninho. Pois, pois... Só aquelas coisas da pedofilia, aí sim, não tive culpa nenhuma, se quiserem responsabilizar alguém já sabem: os padrecos e afins estão no andar de cima, que aqui não se admitem poucas vergonhas!

E para já é tudo... Mas eu estou atento! Se alguma outra calúnia surgir por aí já sabem... aqui o Lulu esclarece. E é que é logo a seguir!